A ausência

2806-2018-020755574059568957

São 23:55! A Matilde dorme há sensivelmente uma hora, a sopa dela está feita, mas ainda está no tacho a arrefecer, a marmita e a roupa para amanhã já estão prontas, a loiça (depois de 3 dias) finalmente está na máquina, pronta para ser lavada e a roupa escura já está devidamente separada, para amanhã por a máquina a lavar.
Sento-me no sofá da sala com as pernas esticadas, ligo o portátil e coloco-o no colo para escrever este texto. O primeiro texto que sai da minha mente e passa directamente para um teclado! Quem diria! O cabelo está apanhado num carrapito (a tentar disfarçar a necessidade de uma urgente lavagem que tem sido adiada) e as sobrancelhas…bem, já nem as posso chamar de sobrancelhas…espanadores seria mais apropriado!
Na verdade este é um pedido de desculpas, pelo meu desaparecimento momentâneo, do blog e das redes sociais. Digamos que tenho tido dias intensos. As 8 horas do dia não chegam para o trabalho que tenho e as 48 horas do fim de semana não chegam para o descanso que preciso.
Não me estou a queixar, estou empolgada com o projecto que estou a gerir, com a equipa que criei e com as formações que estou a ter, mas gosto de me dedicar às coisas a 100%. Se têm o meu nome é para serem bem feitas, ou pelo menos para dar o meu melhor e neste momento, a minha dedicação está toda no meu trabalho…e sejamos sinceros, é o que me paga as contas!
A Matilde na semana passada teve pela primeira vez febres altíssimas, rondaram os 39.5 graus, o que me deixou ainda mais apreensiva. No primeiro dia confesso que nem fiz nada de produtivo no trabalho, a impotência perante o sofrimento dos que me são queridos será sempre o meu ponto fraco.
Ando no processo de venda e compra de um apartamento, ou seja, estou prestes a assinar um CPCV da venda do nosso apartamento e em negociações para a compra de um novo. Se tudo correr bem, espera-me um Verão de mudanças e um esgotamento nervoso quando estiver a esvaziar o sótão desta casa.
Do Instagram confesso que fui eu que me quis afastar, ando um pouco cansada dessa rede social, anda tudo louco à caça de números (followers, gostos, partilhas, visualizações de stories) e sinceramente estou um bocadinho farta de ver pedidos para isto e para aquilo. O Instagram parece-me cada vez mais uma montra de futilidade. Não quero MESMO entrar dentro desse registo e tenho pavor que alguém possa pensar que o queira fazer. Enfim, é tudo muito drama para a minha cabeça e a última coisa que quero na minha vida é drama… E nem vou falar do ridículo unboxing que por lá anda! Mas quem neste planeta pode achar aquilo uma coisa importante e\ou útil para a humanidade? Quem?
Este meu pedido de desculpas é para os que me lêem e que já sentiram (e expressaram) a minha falta, às agências de comunicação e\ou marcas com quem me comprometi e ando a falhar datas, para o Mães.pt que já não vê um texto meu há séculos e para a querida Sílvia do “O Dia da Liberdade” que me nomeou para um award há uns 2\3 meses e a quem ainda não respondi.
Neste momento estão em “banho-maria” 7 textos, um deles o mais longo que escrevi até hoje (o de Nápoles), duas receitas, duas reviews de restaurantes, uma novidade (que até que a publique já não será novidade) e um texto para o Mães.pt que penso que será muito útil para a época de férias que se avizinha.
Num registo mais pessoal ainda vos quero falar sobre a Matilde. Já não falo dela aqui há imenso tempo e precisam de uma actualização 🙂 Quero ainda falar-vos sobre a minha reeducação alimentar, sobre a minha experiência com a amamentação e tenho também todo o resto das férias para partilhar convosco.
Prometo que devagar devagarinho vou voltar aqui ao blog. Vou tentar tirar um dia inteiro para agendar tudo e ficar tudo organizadinho… nem eu acredito no que acabei de escrever ah ah ah
São 00:19, fartei-me de apagar e reescrever e já é tardíssimo! Amanhã o primeiro despertador toca às 7:10! Tenho mesmo que vos deixar. É sempre um prazer vir aqui, partilhar convosco o que me vai na alma e no coração. Espero que gostem tanto deste cantinho como eu e obrigada por estarem (e continuarem) desse lado!

vietri-sul-mare-costa-amalfitana

Vietri sul Mare, Abril 2018

Love
C

10 Comment

  1. Continuo à espera da publicação (não estou nada). Espero que já esteja tudo bem por aqui. Senti saudadinhas tuas no piquenique das mães.pt.
    Beijinhos!

    1. Claudia Oliveira says: Responder

      Ele vai chegar, prometo! Também tive muita pena de não ir, gosto sempre de aproveitar estas oportunidades para estarmos juntas! Um grande beijinho querida Sílvia <3

  2. Já tinha saudades de te ler por aqui! 🙂
    Consegui imaginar-te bem a escrever o post, pela forma como descreves a contextualizar a situação e isso dá uma sensação de maior proximidade de ti!
    É tão bom ver que ainda há quem tenha esse discernimento em relação às redes sociais como falas sobre a tua relação actualmente com o instagram. Percebo bem esse dilema!

    Também eu estou a regressar devagarinho à blogosfera, pelo menos enquanto leitora, e fico a aguardar essas publicações que tens na gaveta!

    Um grande beijinho!

    1. Claudia Oliveira says: Responder

      Oh Sofia e eu já tinha saudades das tuas visitas por aqui 🙂 Um grande beijinho e obrigada pelo carinho, minha fotógrafa favorita <3

  3. Kátia Cordeiro says: Responder

    Saudades!

    1. Claudia Oliveira says: Responder

      Muitas!

  4. catia sofia says: Responder

    É sempre um prazer ler os teus textos! Boa semana, beijinhos♡♡♡

    1. Claudia Oliveira says: Responder

      E tu és sempre tão querida Cátia! Obrigada pelo teu apoio, carinho e comentário:) Um grande beijinho

  5. Ana Beatriz Pereira Martins says: Responder

    Adorei o desabafo, quem gosta de ti vai continuar sempre do teu lado!!

    Novo post: http://abpmartinsdreamwithme.blogspot.com/2018/06/algarve18-ootd-82-passeio-por-loule.html

    Beijinhos ♥

    1. Claudia Oliveira says: Responder

      Olá Beatriz, espero que sim 🙂 obrigada pelo teu comentário! Um beijinho

Deixe uma resposta