A minha infertilidade

prolactinoma
Quando a Marta me contactou para me fazer uma entrevista sobre a maternidade, já sabia sobre o que queria falar. Jornalista e apresentadora de profissão, e com um blog a dar os primeiros passos, a Marta quis que eu fosse a primeira entrevistada e eu não me poderia sentir mais lisonjeada com o convite. Conheço a Marta há imenso tempo, e com ela sabia que a conversa iria fluir como se de uma simples conversa de café se tratasse (mas com vários objectivos (e uma câmara) escondidos).
É preciso quebrar barreiras, é preciso fazer as pessoas entender que às vezes a pergunta mais banal pode não ter a resposta mais banal… é preciso falar, é preciso partilhar.
Confesso que não foi fácil abrir o meu coração desta maneira, nunca o foi nem nunca o será…mas o feedback que tenho tido fez-me entender que fiz a escolha certa! Atingi o meu objectivo (e penso que a Marta pode dizer o mesmo!).
Já há imenso tempo que quero escrever aqui sobre isto…prefiro sempre escrever a falar, mas o tempo vai correndo e eu muitas vezes não consigo acompanhar o ritmo. Um dia prometo que irei escrever sobre isto, tenho muito para dizer e a Marta bem o pode confirmar! A entrevista toda durou quase uma hora e ela teve a complicada tarefa de torná-la numa de mais ou menos 10 minutos.
Até lá, deixo-vos a entrevista que fiz para o Birras em Direto, sobre o meu problema de infertilidade.

Love

C

4 Comment

  1. Quando te convidei para seres a primeira entrevistada não pensei que a tua história fosse tão marcante e impactante para muitas mulheres pois não a conhecia. Iria falar contigo por seres mãe e blogger, mas quando me contas por tudo o que passaste pensei logo que esse sim seria o foco. E fiquei muito contente por te abrires da maneira que o fizeste comigo e neste caso com o mundo.
    Admiro-te pela coragem e claro pela Mulher e Mãe que és.
    Beijinhos grandes

    1. Claudia Oliveira says: Reply

      Assim deixas-me sem jeito! Obrigada querida! É engraçado como o universo conspira para estes reencontros 🙂 Anos e anos sem nos vermos e agora, acredito que seja o começo de uma amizade “adulta”!

      Um beijinho grande e obrigada pelo teu apoio <3

  2. Adorei ver este vídeo! Acho excelente a forma aberta como falaste, que tenhas partilhado a tua história e incentivas a fazê-lo! E saber que passaste por isto e têm a vossa Matilde, tão bom! <3

    1. Claudia Oliveira says: Reply

      O objectivo era mesmo o de mostrar que há sempre a luz ao fundo do túnel ehehe é manter o sorriso e não desistir…nunca.

      Beijinho <3

Leave a Reply