De repente tens 31 e…

31

Faz hoje um ano que escrevi este texto!

Ontem comemorei 30+1 e o sentimento é exatamente o mesmo! Só mudam duas coisas:

  • já lá vão 6 anos que não comemoro o aniversário com quem me trouxe ao mundo
  • Hoje sinto-me muito mais realizada do que há um ano atrás… afinal o melhor presente chegou-me há 2 meses 🙂

De repente tens 31 e…

– Apercebes-te que as 24 horas do dia não chegam e queres viver cada minuto ao máximo;

– Cada dia é uma aprendizagem;

– Apercebes-te da quantidade de coisas que já aprendeste pelas melhores ou piores razões;

– Dás-te conta de que já não há nada a fazer…para a sociedade és oficialmente um adulto;

– Olhas para trás e vês que ainda não chegaste nem a metade dos objetivos que estabeleceste há uma década;

– Olhas para trás (outra vez) e apercebes-te que os anos passam mesmo a correr, principalmente a última década;

– Apressas-te para que os sonhos sejam alcançados o mais rápido possível;

– Tens mais momentos de introspeção;

– Num desses momentos, começas a selecionar o que realmente interessa para o teu bem-estar físico e mental;

– O teu grupo de amigos é cada vez menor, mas mais chegado;

– A qualidade supera sempre a quantidade;

– As conversas entre amigos acabam sempre por ir parar à pergunta:” lembras-te?”;

– Apercebes-te que infelizmente a morte é real;

– As saudades aumentam;

– O coração amolece e emocionas-te mais facilmente;

Apercebo-me…que é o quinto ano que comemoro o aniversário sem aquela que me trouxe a este mundo e o meu coração mirra mais um cadinho!

– Dás mais valor à vida! Às pessoas! Ao ar que respiras! Ao sol que te aquece a alma! Aos pássaros que cantam!

– Esperas que os próximos 30 sejam tão bons ou melhores que estes últimos que passaram;

– Acreditas num recomeço…afinal os 30 são os novos 20…

– Sentes-te tão realizada que não te poderias sentir melhor.

Obrigada! Mesmo!

31look

Fotos de ontem;)

Love

C

8 Comment

  1. 31… oh… uma menina! (Diz quem completou 31 no ano passado e está quase, quase nos 32. )
    Identifiquei-me com muito, mas mesmo muito do que escreveste, Cláudia!
    Agora sinto uma dicotomia de vontade de fazer tudo depressa (entre os objectivos que tenho) e por outro lado viver mais devagar e apreciar todas as coisas boas!
    Acho que te dei parabéns facebookianos, mas se não, como a minha memória já foi melhor… PARABÉNS!

    1. Claudia Oliveira says: Reply

      Sofia tu sim és uma moçoila eheh
      A dicotomia que sentes é o que eu sinto todos os dias! Tento sempre viver os dias ao máximo apreciando cada momento mas quero viver tudo depressa com “medo” de não as viver a tempo…

      Deste sim! Eu é que ainda não agradeci ahaha

      Beijinho grande <3

  2. Escrevi uma série de emojis e não ficaram. Onde reclamo?

    ( * 😀 + bolo + foguetes* )

    1. Claudia Oliveira says: Reply

      Vou tentar encontrar o livro de reclamações 😉

      (p.s- também me acontece)

      <3

  3. Parabens querida Claudia! Este ano claro, com sabor diferente, com a familia alargada. Lembra te que por mais que a sociedsde nos diga que somos adultos “Dont grow up, its a trap”, ou seja, nunca percas a criança que há em ti.
    Bom feriado e um.xi-coração!

    1. Claudia Oliveira says: Reply

      Obrigada Marta és uma querida! O teu conselho é o meu mantra diário ahaha sou uma eterna criança sonhadora 🙂

      Beijinho grande <3

  4. catia sofia says: Reply

    Que lindo texto! Mais uma vez digo-te ademiro-te bastante 🙂
    FELIZ ANIVERSARIO em atraso, desejo te tudo de bom para ti e para a tua linda familia. Beijinhos.

    1. Claudia Oliveira says: Reply

      Assim deixas-me envergonhada Cátia 😉

      OBRIGADA por todo o carinho!

      Beijinho grande <3

Leave a Reply