O projecto “Bolo da Tilly”

cake-design-menina

Para os mais distraídos, no passado dia 18 de Fevereiro a Matilde fez 1 ano.

Eu e a minha cara-metade temos ideias muito convictas para a educação desta criança: não fazemos tenção de a baptizar, não vamos furar-lhe as orelhas até ela pedir (se pedir), não há cá pulseiras e fios de ouro com amuletos, não a mascaramos para o Carnaval até ela saber dizer o disfarce que quer, e por aí fora…

Dito isto, nós sempre dissemos que não íamos fazer festa de 1 ano para a Matilde. Sejamos sinceros, alguém se lembra da própria festa de 1 ano? Pois…

A festa do primeiro ano é sem dúvida uma festa para os pais, para os amigos dos pais e para os familiares dos pais e sendo nós as pessoas menos “festeiras” deste planeta, sempre achámos que não fazia qualquer sentido gastar tempo, dinheiro e trocar as rotinas da bebé para fazer uma grande festa.

Acabámos por decidir comemorar a data com um pequeno bolo para a família mais chegada. Nada mais.

Eu sei que não parece, mas eu A-D-O-R-O fazer bolos e sobremesas. Adoro a precisão que um bolo e\ou sobremesa requer. Não dá para inventar, há que seguir a receita à risca e eu gosto desse rigor. Por isso, quando decidimos comemorar o aniversário com um pequeno bolo (para mim) era mais do que óbvio que seria eu a fazê-lo.

Como não tínhamos tema de festa, tinha uma ideia muito vaga daquilo que queria fazer. Queria algo de que ela gostasse, mas que tivesse o meu cunho, e foi aí que tive a brilhante ideia de fazer cake design ah ah ah

Não fazia a menor ideia de onde me estaria a meter, mas como sempre acreditei nas minhas capacidades, estava confiante de que conseguia fazer algo visualmente bonito e simples.

Queria fazer um panda, era a única certeza que tinha. A Matilde salta, rebola, bate palmas, sorri, pára o que está a fazer assim que vê\ouve um panda. Inspirei-me no Pinterest e decidi rapidamente o tipo de decoração que queria fazer. Simples, mas com classe.

Durante essa semana, fui comprar as pastas de açúcar (rosa-bebé, pérola e preto), as decorações, a base para o bolo e mandei vir uma vela toda cintilante. Os utensílios para fazer o bolo e algumas dicas mais técnicas pedi à tia que “ganhei” com o casamento, lembram-se? A que fez o bolo com o qual anunciámos aos futuros avós a chegada da Matilde.

Na 6ª feira à noite, começou o projecto “bolo da Tilly”. A minha irmã foi dormir à minha casa durante o fim-de-semana, o maridão trabalhava até à meia-noite e precisava de alguém que tomasse conta da futura aniversariante enquanto me dedicava com toda a alma e coração ao bolo.

Nessa noite, fiz as bases (bolo normal) e o recheio (lemon curd) e deixei tudo a arrefecer.

No sábado de manhã, dediquei-me ao panda. Vi um ou dois tutoriais no Youtube e fui fazendo dentro das minhas (mínimas) capacidades artísticas. Os olhos e o laçarote foram feitos pelo maridão visto que eu não fiz propriamente uns olhos, mas algo mais parecido com os óculos de sol da Chanel dos anos 30, aqueles de massa, sabem?

Confesso que me deu um enorme prazer fazer este bolo. Resolvi ir partilhando os passos pelo Insta Stories e foram muitos os comentários que recebi, iam dando ânimo e força para as várias etapas, praticamente uma “claque online”.

Este foi o resultado de algo que fiz com muito amor e acho que, para primeira vez, me saí muito bem, quer no aspecto, quer no sabor.

Modéstia à parte, que orgulho na minha pessoa!

cake-design

Love

C

2 Comment

  1. catia sofia says: Responder

    Que bolo lindo! Bem ja sei a quem vou passar encomenda para o meu bolo de aniversario :)))))))
    Beijinhos familis♡♡♡

    1. Claudia Oliveira says: Responder

      Ahahahah obrigada querida mas só o faço para a minha pequena, dá muito trabalho 😉

      Um beijinho grande e obrigada pelo comentário <3

Deixe uma resposta