A cama montessoriana da Matilde

cama-montessori-cabana

Quando mudámos de casa e começamos a pensar no quarto da Matilde chegámos rapidamente à conclusão que uma cama mais rente ao chão seria a melhor opção. A Matilde é uma criança muito activa, inclusive quando dorme, o berço parecia-me demasiado limitador e já estava a imaginar os galos com que iria acordar todas as manhãs quando ela quisesse saltar da cama para fora durante a noite.
Já tinha navegado pelo Pinterest para me inspirar mas quando procurava essas opções em Portugal era tudo demasiado caro para o meu gosto, quer dizer, não deixam de ser traves de madeira aparafusadas umas às outras.
Até que um dia fomos ao DeBorla de Sintra e encontrámos esta cama a um preço aceitável e nem pensamos duas vezes em trazê-la.
Não fazia ideia que havia um método por trás deste tipo de camas (e não só), que estavam “na moda” e que hoje em dia são altamente aconselhadas por profissionais de saúde na área infantil.
Mas afinal o que é isto de cama montessoriana?
Vou um bocadinho mais atrás e começar a explicar o método que dá o nome a este tipo de camas, o método Montessori.
O método Montessori é o resultado de uma série de pesquisas feitas pela médica e pedagoga italiana, Maria Montessori. Esta destacou a importância da liberdade (com limites), autonomia e respeito pelo desenvolvimento natural das habilidades físicas, sociais e psicológicas das crianças.
O mais importante deste método segundo a sua criadora é a possibilidade criada pela utilização do mesmo, de se libertar a verdadeira natureza da criança, para que esta possa ser observada, compreendida e para que a sua educação se desenvolva com base na sua própria evolução. A criança é o centro do método montessoriano e o educador tem o papel de acompanhador do processo de aprendizagem. Ele guia, aconselha, mas não dita e nem impõe o que vai ser aprendido por ela (Fonte Wikipedia).
O objectivo de ter um quarto montessoriano é dar à criança um quarto com móveis e objectos à altura dos seus olhos para que ela possa desenvolver a sua autonomia e liberdade em segurança sendo que uma cama mais baixa dá a liberdade para se deitar e levantar quando quiser.
Depois de alguma pesquisa para escrever este texto cheguei à conclusão que sou muito apologista deste método, sem nem sequer saber que ele existia, confesso!
Eu sempre quis que a Matilde fosse uma criança livre e autónoma, é por isso que ela tem o próprio cabide para o casaco e mochilinha do colégio no hall da entrada, tem os sapatos na última gaveta do armário no quarto, os talheres numa das últimas gavetas do armário da cozinha, uma mesa no escritório para fazer as actividades, e por aí fora.
Tudo o que pude adaptar ao nível dos olhos dela na nossa casa eu adaptei, e realmente a Matilde é mesmo uma criança muito autónoma, às vezes até demasiado :S
Agora que mudou de cama, com muita pena minha porque eu adoro aquela pequena cabana, decidi que vou comprar uma cadeira montessoriana para a cozinha, a Matilde A-D-O-R-A ajudar-me na cozinha. Fazer bolos, bolachas, ovos, tudo o que seja mexer em coisas de adultos ela gosta, como qualquer criança penso eu. Ainda estive um pouco reticente a pensar se valia o investimento mas como a minha filha para além de irrequieta é também um bocadinho desastrada, penso que prefiro comprar uma cadeira deste género, que efectivamente é mais segura, do que ter uma simples cadeira\banco ou escadote e depois ter que ir com ela a correr para o hospital.
Agora tenho que começar uma procura desenfreada pelo melhor preço online, aliás não eu, o pai da criança…Ele é que sabe fazer essas coisas!
Se souberem de sítios que a vendam avisem-me 😉

metodo-montessori
Love
C

2 Replies to “A cama montessoriana da Matilde”

  1. Sou completamente a favor do ensino montessori, só tenho pena que seja tão dispendioso em Portugal. Não fazia ideia que haviam camas inspiradas em montessori mas fiquei fã!

    1. Claudia Oliveira says: Responder

      Também eu Martinha! Agora que está “na moda” então…Jesus! Encontrei camas a 300 euros :/:/:/ Nem a minha cama custou tanto ahahah um beijinho e obrigada pelo comentário <3

Responder a Marta Chan Cancelar resposta