Despertar a dançarina que há em mim…

zumba
…ou não! Isto de ter um bebé de quase 7 meses em casa faz com que tenha o tempo limitado para ir ao ginásio. Eu adoro fazer aulas de grupo e tenho preferência por aulas de alta intensidade, como spinning, power jump, body combat, etc, mas também gosto de ir alternando com aulas de yoga, pilates e com musculação.
No outro dia tinha os minutos contados para ir ao ginásio e, à hora a que fui, só haviam duas aulas, uma de alta intensidade, para a qual me inscrevi logo e outra de 40 minutos de zumba… resolvi que estava na altura de dar à última uma segunda oportunidade!
Bom, digamos que ritmo é algo que não me corre nas veias. A minha mãe dançava muito bem e o meu pai então nem se fala, é um dançarino nato, mas claramente algo falhou durante a distribuição dos genes, porque no meu caso ficou perdido algures pelo caminho. Na verdade eu não vou às aulas de dança, porque fico sempre com a sensação que não deixo os outros treinar. As pessoas que estão comigo na aula devem passar o tempo todo a tentar perceber como um africano pode ser tão, mas tão descoordenado.
É verdade meus caros, a segunda oportunidade não serviu de nada. Aquilo não é mesmo para mim. É um serviço público que eu faço, pois assim deixo-vos treinar/dançar à vontade.
Não tentem compreender… Há africanos que não nascem com o gene da dança. São raros… muito raros, mas há e eu sou a prova viva disso.
Em compensação decidi que o meu objetivo 2018 é ficar com o corpo da instrutora que estava a dar a aula! Eu só espero é que aquele corpaço não seja só do zumba, senão estou tramada.
zumba
Love
C

4 Replies to “Despertar a dançarina que há em mim…”

  1. Nem todos têm o gene da dança mas sem dúvida que tens o gene para a escrita! Há muitas coisas que ainda temos de descobrir sobre nós, a cada momento poderemos descobrir um dom secreto!
    Beijinhos!

    1. Oh Ângela, assim fico sem jeito 🙂
      Muito obrigada pelo carinho! Um beijo grande <3

  2. Bem amiga, eu tambem sou uma das africanas que nao nasceu com o ritmo no corpo :))))

    1. Ahahahaha ainda bem! Assim ñão me sinto tão sozinha 😉

      Beijinho grande <3

Deixe uma resposta