DJI Osmo Pocket, a minha experiência!

No dia 6 de janeiro de 2015, o meu antigo apartamento foi assaltado. De todas as coisas que nos foram roubadas nesse dia, o que mais me custou foi ter perdido a minha máquina fotográfica e o disco rígido com todas as fotografias que tinha tirado até então.
Depois de alguns meses, resolvi não investir numa máquina fotográfica e apostar num telemóvel com uma boa definição para poder tirar fotos minimamente apresentáveis (apesar de ter a perfeita noção de nunca se igualar à definição de uma lente fotográfica). E é este o telemóvel que tenho até hoje.

Com a criação do blog e principalmente com o aumento do número de leitores durante o último ano, senti (e continuo a sentir) a necessidade de ter uma máquina fotográfica para partilhar fotografias com melhor qualidade, mas há outras prioridades pelo meio e não é investimento que vá fazer para já.
E foi no meio desse “vai não vai, compra não compra” que apareceu a DJI Osmo Pocket na minha vida.
Tive a oportunidade de testá-la durante o roadtrip que fizemos em Setembro no Sul da Itália, mais concretamente na região da Puglia (o salto da bota), e não podia ter ficado mais maravilhada com a qualidade das fotos e vídeos que “saem” deste minúsculo gadget.

Confesso que, quando o recebi, tive um primeiro pequeno surto de pânico controlado. Como sabem, não sou muito dada a tecnologias e não sabia bem o que havia de fazer com a Osmo, mas esta é extremamente intuitiva, fácil de usar e prática para levar a qualquer lado, e isso é tudo o que uma pessoa que vai viajar de mochila às costas mais quer, sobretudo quando anda a saltitar de um lado para o outro com uma criança de 2 anos.
A DJI é uma marca conhecida principalmente pelo seus drones. É uma marca chinesa que foi fundada em 2006 e que se dedica desde então a produzir uma gama bastante alargada de equipamentos para captação aérea de imagens e vídeos (Fonte: site oficial da marca).
Para além dos drones, a DJI vende também a Osmo (da qual vos falo hoje) e a Goggles (óculos projectados para FPV contínuo com produtos DJI).

A caixa traz uma bolsa rígida de protecção, uma fita, um cabo USB para carregar, 2 adaptadores para telemóvel (Iphone e Android) e o livro de instruções.
A única coisa que têm de fazer é ligar o adaptador à Osmo (com o telemóvel ligado… convém ), ligar a OSMO e esta conecta-se automaticamente ao telemóvel. Através da aplicação da DJI, conseguimos ver directamente no ecrã do nosso telemóvel a imagem que estamos a captar com a Osmo.
A Osmo traz algumas características como Facetrack, Activetrack, Panorama, Motion Lapse, Time Lapse e fotos HDR.

Posteriormente, irei partilhar um vídeo com algumas imagens captadas com a DJI Osmo Pocket e vocês não irão acreditar no poder de estabilização que este pequeno gadget tem.

Por enquanto, deixo-vos aqui algumas fotografias que já partilhei nas minhas redes sociais (Facebook e Instagram), para verem a qualidade com que estas ficam quando tiradas com a DJI Osmo Pocket.

Taralli. A imagem de marca da Puglia. Os meus favoritos são os de funcho, finocchio.
A “chave” de Matera.
O pão de Matera.
Adoro lojas de antiguidades

E vocês? Já tinham ouvido falar desta maravilha?

Love
C

Deixe uma resposta