O meu azevinho serás sempre tu!

decoracao-natal

Chegou Dezembro! O mês mais “iluminado” do ano.

É a ti que eu devo toda esta minha eletricidade nesta temporada do ano. O rebuliço das compras de Natal à última da hora na baixa lisboeta, perder-me entre decorações e músicas de Natal tocadas nas ruas, descascar as castanhas com as luvas calçadas tal o frio, a ceia e\ou almoço de Natal em família, o serão passado no calor do lar a ver os mesmos filmes de sempre (Sozinho em casa? 😉 ).

É engraçada a bipolaridade da vida. Foste tu quem me passou toda a alegria por esta época e foste tu também que a tiraste… aliás, foi a tua ausência que a tirou.

Ainda me lembro do primeiro Natal sem ti ao meu lado. Tinha 20 anos e queria à força toda passar as festividades com os tios em Nápoles. Sentia a falta de ver o fogo-de-artifício pela janela com vista para o Vesúvio…ainda sinto! Tinha a necessidade de fazer uma ceia de Natal a comer capitone* com a família do Sul, como quando era pequena.

Tu e o pai fizeram-me a vontade, como quase sempre. Verdade seja dita não foi a mesma coisa porque algo me faltava. Faltavas tu e a tua alegria genuína, faltava o teu empenho e dedicação em tornar o nosso Natal perfeito, o teu cantarolar na cozinha enquanto preparavas o bolo inglês, faltava o teu sorriso.

Apanhei um avião à procura de memórias quando o que realmente precisava era guardar as memórias ao teu lado!

Há 6 anos que a dita magia de Natal já não é a mesma, continuo a sentir-me uma criança sim! Continuo a adorar ver as ruas decoradas! Continuo a querer conhecer os vários mercados de Natal! Continuo a achar que é uma época para ser vivida em família! Mas já não sinto aquela ansiedade para que chegue o dia 8, para começar a decorar a casa… talvez porque cresci (ou porque fui obrigada a crescer), talvez por preguiça, talvez por falta de vontade, talvez porque trabalho aos feriados, talvez por associar sempre esse dia a ti e ao brilho no teu olhar.

Pode ser que para o ano com a chegada da tua neta a coisa mude. Tenho a certeza que é algo que tu queres, que eu não me deixe abater pela tristeza da tua ausência que todos os dias me assola e que seja mais fácil viver com a tua presença espiritual ….

…Mas honestamente preferia a física!

azevinho

Love

 

*tradução do italiano, enguia.

 

4 Replies to “O meu azevinho serás sempre tu!”

  1. Mais uma vez fiquei emocionada! Ademiro a pessoa linda que es, tanto exterioremente como interioremente. Beijinhos <3

    1. <3 Obrigada pelo comentário, apoio e carinho querida Cátia!
      Um beijo enorme <3

  2. Oh, Cláudia, ler este teu post tocou-me muito. Eu nunca tive tamanha perda na minha vida, e só posso mesmo imaginar como será a ausência de alguém tão importante, principalmente nestas alturas em que vivemos ainda mais para a família.
    Com certeza para o próximo ano vais ter um Natal ainda mais feliz com a bebé que está para chegar, aliás, todos os Natais que se seguirão!

    Beijinho grande!

    1. Claudia Oliveira says: Responder

      Também tenho a certeza disso Sofia! Tenho que ter 😉
      Beijo grande <3

Responder a catia sofia Cancelar resposta