Tão, mas tão…………………………

Não costumo comentar este tipo de tragédias, prefiro ficar em silêncio e não fomentar comentários, discussões e possíveis confrontos de qualquer tipo. Eu sou assim, não gosto de confrontos…nunca gostei.

 

Não fiquei indiferente aos ataques de ontem em Paris, foram de uma indiscritível violência. Tão, mas tão triste.

 

O meu coração está com todos os que sofreram os ataques, os que morreram, os que sobreviveram, os que perderam entes queridos, os que já não se sentem seguros, os que vivem e viverão com este terror de terem que viver em estado de alerta para sempre.

 

 

 

 

 

Isto preocupa-me, podia ser eu, podia ser um meu ente querido, podia estar lá, podia ser aqui, podia ser tanta coisa.

 

Mas o que me preocupa mais é a onda de ataques gratuitos nas redes sociais dando a culpa pelos ataques aos refugiados. Porque é tão, mas tão fácil culpar quem não se pode defender, quem não tem como se defender, só porque nasceu no país errado.

 

O ódio, comentários racistas e xenófobos que tenho lido hoje nas redes sociais são extremos e deixam-me com estas lágrimas no canto do olho que teimam em cair.

 

Este mundo em que vivemos é tão, mas tão triste, vivemos alimentados pelo ódio e pela violência, seja ela física ou psicológica e sinceramente, não é este o mundo que quero para os meus filhos.

 

 

 

 

 

E porque eu, assim como, tanta gente que conheço, podemos ser considerados “refugiados dos tempos modernos”, o meu coração está com todas as pessoas brutalmente atacadas directa ou indirectamente neste atentado.

 

 

 

Agora o melhor que tenho a fazer é desligar o computador e ir apanhar estes últimos raios de sol de Outono num jardim, porque lá, ao ver crianças inocentes a brincar ainda posso ter alguma esperança para o futuro.

 

paris.jpg

 

Love

 

C.

Deixe uma resposta